Casa Sustentável, Sem categoria

O silicone é sustentável?

Entenda a história, as formas de uso e as principais diferenças do silicone com o plástico

Qual é a origem do silicone?

Silicone não é um material amplamente conhecido, apesar de ter sido descoberto em 1824. O químico sueco Jöns Jacob Berzeliu esquentou chips de potássio em um caldeirão de sílica e, então, após lavar, notou que tinha criado um material com propriedades únicas. Tcharan! Assim surgiu o primeiro silicone.

O silício, um dos principais elementos do silicone, é o sétimo elemento mais abundante no universo e o segundo elemento mais abundante na crosta terrestre, mais conhecido como areia. Hoje, essa substância é produzida por aquecimento de areia com carbono à temperaturas próximas de 2200 ° C.

segundo elemento mais abundante na crosta terrestre é o silício, que compõe 27,7% dela. Ele é encontrado em praticamente todas as rochas, areias, barros e solos.

Silicone é um tipo de borracha. Diferente da borracha natural, conhecida como látex, que vem diretamente de uma seringueira, o silicone não é feito utilizando a borracha natural, portanto conhecido como um produto sintético.

Do que é feito?

Os silicones são polímeros sintéticos feitos de silício, oxigênio, carbono e hidrogênio. A ligação entre o silício e o oxigênio dá ao silicone a sua resistência à altas temperaturas e flexibilidade. O polímero é misturado, formando uma borracha rígida, obtendo como resultado um material com durabilidade muito mais extensa que a borracha natural. Derivados do cristal de rocha quartzo tem a sua vida útil mínima de 10 anos.

Qual são as principais diferenças comparado ao plástico?

Essa é uma das perguntas mais recebidas por aqui. Vamos analisar as três principais diferenças em relação ao plástico:

1| O silício, um dos principais elementos do silicone, é um recurso

extremamente abundante em nosso planeta.

2| Mais duradouro do que o plástico e suporta flutuações extremas de temperatura – desde muito frio até o forno quente – sem derreter, rachar ou degradar. Recipientes de plástico reutilizáveis podem durar alguns anos se forem lavados à mão, mas acabam ficando riscados, enevoados, quebrados e, assim, surge a necessidade de retirar de uso muito antes do que itens similares feitos de silicone que não desbotam ou arranham.

Um copo de silicone por exemplo, te acompanha de desertos à mais severa neve!

3| Mais inerte que o plástico, o que significa que não irá eliminar produtos químicos para alimentos ou para o planeta. Se descartado em um aterro para incineração, ao contrário do plástico, é convertido novamente em ingredientes inorgânicos e inofensivos: sílica amorfa, dióxido de carbono e vapor de água.

4| O material também é resistente a odores e manchas, sendo ótima sugestão para bebidas. É fácil de limpar e hipoalérgico, sem poros para abrigar bactérias, o que o torna ótimo para recipientes de alimentos e lanches.

Por que escolher o silicone ao invés do plástico?

Com mais de 5 trilhões de pedaços de plástico flutuando em nossos oceanos, usar menos plástico e buscar alternativas mais inteligentes em termos ecológicos significa contribuir menos para o volume crescente de plástico eliminado em nosso ambiente. Embora materiais melhores possam estar disponíveis no futuro, o silicone é até agora uma das melhores escolhas para famílias que buscam reduzir sua dependência dos plásticos. Nos últimos 25 anos, é difícil mergulhar sem ver lixo.

73% dos peixes em zona do Oceano Atlântico ingerem microplásticos.

Quando o plástico, um material orgânico feito do processamento de óleo e gás, se perde no meio ambiente, ele se decompõe em micro fragmentos que contaminam nossos ecossistemas e oceanos, bem como os animais que vivem lá. As substâncias químicas são então espalhadas. Além disso, como os plásticos são mais propensos a se dividir em pequenos pedaços, a fauna comumente confunde os pedaços coloridos e brilhantes de lixo com alimentos. O “alimento” plástico é veneno para os sistemas do animal e bloqueia seus aparelhos digestivos, resultando frequentemente em morte.

Silicone é ecofriendly?

Os radicais provavelmente vão rejeitar esta ideia e desencorajar o uso de silicone porque é um material feito pelo homem que não é biodegradável, mas precisamos agir hoje e não esperar por materiais ideais e que haja uma solução perfeita. Por isso, até agora, ficamos com o silicone.

Silicone versus plástico? Então, por enquanto, escolhemos silicone! Abaixo um vídeo da Ekological explicando o impacto de pequenas ações e como o silicone pode nos auxiliar. Esperamos que tenha saído desse post com o conhecimento mais apurado sobre o tema 

Conheça e se inscreva no canal da ekological no youtube!